O jogo tem cenários e itens de culturas diversas - vestimentas, trajes tradicionais, elementos de artesanato tradicional, de festas populares tradicionais, de gastronomia, dentre outros elementos de cultura material e imaterial de povos que constituem a diversidade cultural.

O intuito é, por meio de liberdade exploratória, promover a reflexão sobre o tema, incentivar à consciência histórica e a valorização da diversidade cultural espírito-santense.

O jogo está previsto para ter sete fases, com ambientes e elementos culturais de povos (africano, alemão, indígena, italiano, pomerano, português, sírios e libaneses). A escolha destes povos se deu por serem os mais recorrentes tratados nos Guias de Currículo Escolares, além de no censo étnico do Espírito Santo.

A arte do jogo é composta por ilustrações bidimensionais, com arte-final e colorização desenvolvidas à mão, com pintura em aquarela, e tratamento digital.

Fase sobre elementos da cultura africana.

 

Fase sobre elementos da cultura alemã.

 

Fase sobre elementos da cultura indígena.

 

Fase sobre elementos da cultura italiana.

 

Fase sobre elementos da cultura pomerana.

 

Fase sobre elementos da cultura portuguesa.

 

Fase sobre elementos da cultura sírio-libanesa.

 

Em razão de abordar o assunto Diversidade Cultural e povos e comunidades tradicionais, a proposta contempla temas integradores na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), no Decreto Federal n° 6.040/2007, e também o Projeto de Lei n° 4839/20.

O game estimula a valorização da Educação Patrimonial Cultural e promove a permanência de culturas e o diálogo intercultural, de modo a ser usado em âmbito educacional e de entretenimento.

Além disso, por abarcar temas e subtemas explorados em anos escolares (“Povos e Comunidades Tradicionais”, “Diversidade Cultural, Religiosa e Étnica”, “Educação Patrimonial” e “Diálogo Intercultural”), conforme Guias de Implementação do Currículo da Secretaria da Educação do Estado do Espírito Santo (SEDU), o jogo tem potencial de promover o desenvolvimento de consciência histórica e cultural.

O jogo durou aproximadamente 18 meses para ser desenvolvido. Dentre as etapas, destaca-se uma vasta pesquisa bibliográfica e iconográfica. Todas as referências podem ser acessadas no documento listado neste link (clique aqui).

O jogo pode ser jogado neste link (https://ladij.ufes.br/jornada/).

 

Créditos:

Maria Clara Marins Rampinelli @maria.desenha
Ilustração, Pesquisa, Game Design e Design de Interface

Pamella Lopes Galacha @pamellagalacha
Pesquisa, Game Design, Projeto Gráfico, Design de Interface e Design de Som

Priscilla Maria Cardoso @ladijufes
Coordenação, Programação, Pesquisa, Game Design, Design de Interface e Edição de Imagens

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando você concorda com o uso dos cookies, termos e políticas do site.

Saiba mais